CALENDÁRIO
PDM
PLATAFORMA DIGITAL - PDM
APOIOS
Projetos Cofinanciados
LICENCIAMENTO
Licenciamento Zero
ARU
ARU
METEOROLOGIA

Turismo

Percursos Turísticos

Figueiró dos Vinhos

mapa


Percurso em Figueiró dos Vinhos 

Inicie o seu percurso no Posto de Turismo que funciona no “Casulo de Malhoa”(1), residência do Mestre José Malhoa, construído no final do século XIX. É um edifício romântico que revela uma particular singularidade arquitetónica, cheio de simbolismo associado que está à estadia em Figueiró dos Vinhos de uma figura maior das Belas Artes e da cultura portuguesa. Logo ao lado, está o novíssimo Museu e Centro de Artes de Figueiró dos Vinhos (2) onde poderá conhecer a vertente cultural mais relevante. Logo depois, situa-se a casa que pertenceu a Simões de Almeida (Tio)(3), e que sendo hoje propriedade privada, mantém ainda a traça original. Tempo ainda para entrar nas instalações do Clube Figueiroense - Casa da Cultura(4), podendo ainda visitar a exposição patente na Sala Polivalente.

De seguida, dirija-se à avenida ladeada por majestosos plátanos “Ramal” (5) e aprecie o recorte simétrico dos canteiros multicolores do Jardim Municipal(6), estancie gozando a beleza e frescura do Parque Municipal(7), onde também as crianças se podem divertir em espaços lúdicos para elas recriados.  Aproveite para ir à Biblioteca Municipal(8) onde poderá conhecer algo mais relativo à história de Figueiró dos Vinhos, no tradicional formato de livro em conteúdos multimédia.

Visite o Convento de N.ª Sr.ª do Carmo(9), datado do século XVII e classificado como Imóvel de Interesse Público. A singularidade do seu portão de entrada, a simplicidade da fachada, o claustro seiscentista, e a riqueza do interior da sua Igreja, com os altares em talha dourada do século XVII, estatuária de grande valor, as sepulturas dos fundadores, os painéis de azulejos, as capelas laterais e a graciosidade do coro são motivos de interesse a registar.

Prossiga em direção ao Centro da Vila, passando a Praça Simões de Almeida, onde se destaca a elegância da Fonte Luminosa que evoca a unidade do concelho, e a volumetria dos edifícios civis carregados de História e Simbolismo. Ocasião ainda para avaliar o cuidado posto na requalificação urbana da vila e na limpeza das suas ruas. Observe o pormenor de bom gosto revelado pela Fonte dos Amores(10) e as portas renascentistas da Rua da Palmeira.

Igreja Matriz(11) pela sua imponência impõe-se como o Edifício mais marcante do Centro Urbano reclamando a atenção do visitante. Monumento Nacional desde 1922, apresenta uma acumulação de estilos arquitetónicos (Manuelino, Maneirismo, Barroco e Romantismo). Construída no fim do século XV, por iniciativa dos frades crúzios, destaca-se na sua fachada com aspeto revivalista, o portal maneirista, com uma imagem de S. João Baptista, de autoria do Escultor Simões de Almeida (Tio). O interior encerra um valioso património artístico e acervo de arte sacra, de que se destaca o riquíssimo Altar-mor com talha dourada estilo D. João V, o monumental Quadro de Malhoa, «O Baptismo de Cristo», e os painéis de azulejos datados de 1716 representando cenas da vida de S. João Baptista. No corpo da Igreja é ainda possível admirar uma imagem da Santíssima Trindade de finais do século XV, a imagem do Sr. dos Aflitos de autoria do Mestre Simões de Almeida (Tio); pinturas do séc. XVI, o Túmulo de D. Ruy Vasques e esposa, e Pia Baptismal cinzelada por canteiros locais.

Ao sair deste Templo pode à sombra de um centenário castanheiro bravo admirar alguns elementos da fachada do Solar, casa solarenga do séc. XVII, nomeadamente, o seu portal e o brasão do seu fundador, e reparar na elegância do Edifício dos Paços do Concelho(12) um dos mais belos do interior do País, em cujo átrio se podem referenciar valiosos painéis de azulejos representando paisagens do Concelho, da autoria do Atelier de Jorge Colaço, datados de 1936, data da sua reconstrução.

Siga pela Rua D. Sancho I em direção ao núcleo central do Centro Histórico onde encontrará a Torre Comarcã ou Torre da Cadeia(13), construída em 1506, como símbolo da autonomia municipal. Subindo ao topo onde em tempos existia um sino com o qual o Alcaide convocava as assembleias, poderá contemplar uma das mais belas vistas panorâmicas da Vila. Não deixe de reparar na silhueta do casario tradicional, na graciosidade dos espaços ajardinados, dos muros e varandas floridas, que valeram a Figueiró dos Vinhos, o título de «Vila Florida» e no fino recorte dos candeeiros de iluminação pública.

Continue pela rua D. Diogo de Sousa onde se defrontará com a Cruz de Ferro(14), datada de 1816, lavrada em chapa de ferro nas Ferrarias da Foz de Alge, apresenta em alto-relevo Cristo Crucificado, com as insígnias da paixão em contraste. Logo ao lado esquerdo à distância de um olhar aprecie um exemplo particularmente relevante da arquitectura residencial manuelina e renascentista, a moldura em cantaria de uma porta de estilo manuelino. Apresenta pilastras biseladas com base saliente, as quais sustêm uma verga de moldura reta recortada por um arco contracurvado, unido no fecho por um elemento em filete, paralelo ao arco, o qual detém em relevo, duas estrelas. Mais à frente a Capela de S. Sebastião, no largo com o mesmo nome, de uma sobriedade comovente.

Desça a Rua Dr. António José de Almeida descobrindo exemplos bem sucedidos de reabilitação urbana, atente no aspeto pitoresco da Quelha das Sardinhas. Mais abaixo já na Rua Dr. José Martinho Simões, prove o receituário dos doces conventuais e do famoso Pão de Ló de Figueiró(17). Prossiga pela Rua Dr. Manuel de Vasconcelos em direção ao Largo onde outrora existiu o Convento de N.ª Sr.ª da Consolação de Religiosas de S. Francisco, de que resta apenas a Fonte das Freiras(15), datada de 1692, um tanque secular e o muro da cerca. A ambiência do espaço convida a retemperar forças para subir ao Miradouro da Madre de Deus(16) que proporciona mais uma magnifica vista sobre a Vila.

Opte em seguida por provar a qualidade e singularidade da nossa gastronomia, almoçando ou jantando numa das nossas unidades de restauração, ou simplesmente frequente um dos estabelecimentos de cafetaria e pastelaria para um pequeno lanche. Tempo ainda para uma visita ao nosso Comércio Tradicional… e já com muita saudade por tê-lo acolhido… desejamos-lhe BOA VIAGEM.

REVISTA MUNICIPAL
z
z
ESTÁGIOS PEPAL
CONSULTA PÚBLICA
SUBSCREVA AQUI
FACEBOOK
© Município de Figueiró dos Vinhos 2012 | Termos e Condições de Utilização | Desenvolvido por | Powered by